Categoria news

ambientalismo industrial

The text supports the argument that ISO 14000 will not solve the complex problems of Brazilian environment. It is postulated that its incorporation in business does not yet represent a paradigmatic change in the direction of sustainability, rather representing a change in the business culture caused more by the changes in the world political economy than by a possible environmental consciousness. In spite of the clean technology appearing to be the greatest contemporary competitive advantage in the actual scenario of governmental deregulation, its reach is still limited to its intrinsic dependence on the demand of a significant green market.

Experiência e Credibilidade

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras mattis, erat eu rhoncus fermentum, risus risus facilisis quam non bibendum velit erat nec neque. Nam tempus blandit tortor, feugiat sodales augue pellentesque non. Proin scelerisque volutpat tristique. Cras gravida urna sit amet nunc tempor dapibus et vitae nisi

Licenciamento e Regularização Ambiental

Toda a área alvo de investimento para implantação de empreendimento, quer seja ele industrial ou imobiliário, deve ser licenciada pelos órgãos públicos competentes. Caso não seja feito o licenciamento corretamente a área é alvo de fiscalização e pode ser autuada., exigindo que o empreendedor a regularize antes de ser embargada.

Tanto o licenciamento ambiental quanto a regularização são feitos através de procedimentos estabelecidos pelos órgãos públicos com base em estudos ambientais desenvolvidos por equipe multidisciplinar. O tipo de projeto de licenciamento ambiental é feito através da complexidade, tamanho, uso, local e tipo de ocupação da área de interesse.

A Engema Projetos realiza o licenciamento e regularização ambiental desde a fase inicial, na abertura do processo no órgão público até a emissão do termo de conclusão. São oferecidos pela Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto ao Meio Ambiente (EIA RIMA), Relatório Ambiental Preliminar (RAP), Relatório Ambiental Simplificado (RAS), Estudo Ambiental Simplificado (EAS), Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), Supressão de Vegetação Nativa, Intervenção em APP, Corte de Árvores Isoladas, Licença Prévia (LP), Licença de Instalação (LI) e de Licença de Operação (LO), licença GRAPROHAB, Averbação de Área Verde.

Investigação e Remediação de Áreas Contaminadas

Com o atual avanço de empreendimentos imobiliários residenciais e comerciais sobre antigas áreas industriais ou postos de abastecimento de combustíveis, tem-se registrado a existência de passivos ambientais decorrentes da contaminação do solo e das águas subterrâneas, sendo necessária a execução de estudos de investigação ambiental, cuja execução é obrigatória em todo o território nacional. Constatada a presença de contaminantes, deve-se implementar um plano de intervenção para promover a remediação, devidamente comprovada através de relatórios técnicos.

 

O processo de investigação é seqüencial e segue as diretrizes estabelecidas, no Estado de São Paulo, pela CETESB através do “Manual de Gerenciamento de Áreas Contaminadas”. Inicialmente avalia-se o potencial de contaminação local com base no seu histórico de uso. Posteriormente, constatada a possibilidade de contaminação, executam-se procedimentos de investigação direta para se confirmar o dano ambiental, o qual é posteriormente detalhado, com a caracterização dos contaminantes e delimitação da área atingida. Os instrumentos de remediação dependem do tipo de contaminante e características intrínsecas do solo, relevo e hidrogeologia local.

 

A ENGEMA ENGENHARIA, empresa do Grupo ENGEMA especializada na gestão de áreas contaminadas, mantém equipe de profissionais especializados no levantamento dos passivos, investigação preliminar, confirmatória e detalhada, bem como delineamento de planos de remediação, alocando e operando equipamentos com tecnologia MPE (Estrator Multi Fásico), com expertise comprovada na conversão de áreas contaminadas em áreas remediadas perante a CETESB.